2008 | Melhor

Lançado em maio de 2008, o álbum Melhor foi produzido por Max de Castro e conta com as particpações de Seu Jorge (em “Ela É Brasileira”) e Cláudio Zoli (em “Eu Sei que Você Vai me Entender” e “Sossega”).

“Ao ouvir o CD, percebe-se que a alegria é exposta com a naturalidade de quem a domina totalmente. Em tempos de experimentalismos sonoros marcados pela cara amarrada e compenetrada de tantos novos artistas, Simoninha age como uma espécie de guardião da ginga e felicidade da música brasileira. Impossível pensar nele, sem lembrar do sorriso aberto estampado no rosto e do prazer em cantar a festa.

A tradição festeira convive de uma maneira harmônica com uma sonoridade bastante atualizada.Simoninha faz seu som passear pelos universos do samba e do funk/soul brasileiro, de um jeito moderno, atento às texturas e elementos musicais novos. Essa junção rítmica, que marcou toda uma geração de artistas por aqui, ressurge de uma maneira revigorada no disco, que tem produção do irmão Max de Castro.

O trabalho também mostra o lado romântico do cantor. As baladas estão presentes e, estrategicamente colocadas entre as faixas, como se num baile, o DJ atento à pista cheia de casais, soltasse a música mais calma pra fazer o povo dançar juntinho.

Outro aspecto é o lado engajado de Simoninha, que sempre participou de atos e mobilizações públicas, buscando ações afirmativas de valorização da sua raça. Os 40 anos da morte do líder negro americano, Reverendo Martin Luther King, é lembrado de um jeito leve e bonito em uma das músicas.

Desde seu primeiro trabalho, o timbre de voz marcante e a semelhança física, sempre remeteram à herança artística de Simoninha.A tranquilidade em lidar com a responsabilidade de ser filho de um gênio, está presente no novo CD, lançado no mesmo ano do histórico documentário sobre seu pai.

A meta de Simoninha foi atingida. Ele fez um disco cheio de alegria. Mas talvez a modéstia o tenha impedido de me adiantar naquele papo, que o CD alegre, é também atual, romântico e engajado. Ele conseguiu juntar tudo isso no seu disco, que não poderia ter um nome melhor. Cada vez mais.” (Alê Youssef)

https://open.spotify.com/embed/album/2eeh14PLN220ns5W0ZlhbG