A sonoridade de Simoninha – Revista Hype

Por Ellen Fernandes
Após alguns anos de hiato, período no qual esteve envolvido em projetos em torno da obra de pai, Wilson Simonal, que terá sua vida retratada em um filme ano que vem, ele trouxe de volta sua qualidade sonora no trabalho autoral “Alta Fidelidade” em que se assume definitivamente como compositor e garante que está em busca de novas experiências musicais. “Acho importante por isso estou animado e numa fase muito criativa”, declarou em entrevista à revista Hype.

Sobre a repercussão de seu último álbum, o músico contou que está sendo muito positiva. “É um disco que tem essa carga muito forte do compositor e ao mesmo tempo traz as características que me fizeram chegar até aqui”, comentou minutos antes de embarcar para Barcelona, na Espanha, onde fez shows.

Quanto à turnê, que leva o mesmo nome do álbum, ele afirma que a receptividade do público está sendo muito bacana. “Mesmo quem não me conhece acaba prestando atenção e assim passam a se interessar pelo meu trabalho. Afinal, esse é o trabalho do artista: levar suas músicas para as pessoas”, avalia. Aliás, um dos shows da turnê ocorreu em outubro na 20ª Festa da Primavera em Louveira.

“Alta Fidelidade” traz 12 faixas, sendo 10 canções inéditas e autorais, além da releitura de “Falso Amor”, de Jair Oliveira. Em suas composições, Simoninha contou com as parcerias de João Marcello Bôscoli e Marcelo Lima (“Quando”); João Sabiá (“Meninas do Leblon”), Mu Chebabi (“Quebra” e “Nós Dois”); Edu Krieger (“Morena Rara”), Carlos Rennó (“Paixão (Meu Time”) e Bernardo Vilhena (“Pois é, Poeira”) . As composições falam de amores, poemas, paixões, praia, sol e futebol e o trabalho é resultado da parceria entre a Som Livre e a produtora S de Samba, em que Simoninha é um dos sócios. O álbum garante altas doses de suingue e musicalidade que traduzem a diversidade musical do cantor, compositor e produtor carioca, radicado em São Paulo desde os 9 anos de idade.

Em mais de vinte anos de carreira, Simoninha – que é irmão de Max de Castro, cantor, compositor, multi-instrumentista, produtor e arranjador brasileiro – foi vocalista da banda Suíte Combo, integrou produções de artistas consagrados como Wilson Simonal, Jorge Ben Jor e também trabalhou em edições do Free Jazz Festival e Hollywood Rock.O músico participou ainda de projetos especiais como “João Marcello Bôscolli & Cia”, “Artistas Reunidos”, “Nêgo”, “100 Anos de Gonzagão”, entre outros; foi diretor artístico da gravadora Trama; lançou em carreira solo – 5 CDs e 2 DVDs; além de idealizar, ao lado de seu irmão Max de Castro, o projeto “O Baile do Simonal” (CD, DVD e Show).Em sua trajetória, também fez a direção musical do longa-metragem “Por Trás do Pano”, criou e dirigiu o espetáculo “Soul do Brasil”, que reuniu artistas de diversas gerações do universo da música negra brasileira, e foi diretor musical dos shows “Heranças” e “O Canto das Mulheres Negras”, em homenagem ao Dia da Consciência Negra. Desde 2002, Simoninha vem fazendo diversas turnês internacionais em países como Alemanha, Inglaterra, Portugal, Japão, Suíça, Holanda, Bélgica, França e Itália. “Tenho um prazer enorme em me apresentar para outras plateias. Sou muito bem recebido. É algo que faz parte da minha vida”, comenta.

Confira a entrevista exclusiva:

Fonte: Revista Hype